Avaí repete com Jóbson o caso Tinga

Menos de duas semanas separam as duas contratações frustradas do Leão

Por INfoesporte

06/08/2012 - 16h22

Compartilhe:

Tamanho da letra: A- | A+

Marcelinho Paulista é gerente de futebol e Ênio Gomes diretor de esportes do Avaí (Foto: Ricardo Petcov/INfoesporte)

O Avaí conseguiu dentro de campo se reorganizar e alcançar o tão repetido equilíbrio. Em três jogos, sete pontos foram conquistados, o que devolve a esperança de dias melhores para os torcedores. Fora de campo, porém, a situação se inverte. Não bastasse o nome do atacante Jóbson dividir opiniões entre conservadores e liberais, a diretoria azurra cometeu em sua contratação erro similar ao do meio-campista Tinga ocorrido há cerca de duas semanas.

Tinga acabou não sendo contratado. O mesmo pode ocorrer com Jóbson. Após ser adiada por duas vezes a apresentação do atleta, no início da tarde desta segunda-feira, o clube azurra mais uma vez voltou a atrás e pediu mais tempo para definir a questão contratual do atleta.

O problema jurídico está na participação do atacante em campeonatos brasileiros tanto pelo Botafogo quanto pelo Grêmio Barueri. Acontece que, e nisso está depositada a esperança dos dirigentes avaiano, o Avaí entende que a Copa do Brasil não é considerada um campeonato Brasileiro. Quanto à participação do jogador na Série B pelo Barueri, não é discussão alguma. A dúvida foi levada à Confederação Brasileira de Futebol (CBF) que deve se pronunciar sobre o caso até a quarta-feira.

Confira abaixo a íntegra da entrevista coletiva do gerente de futebol Marcelinho Paulista:

Se preferir, você pode assistir em vídeo clicando aqui.

Pronunciamento
- O objetivo de todos aqui hoje seria a apresentação do Jóbson. Nos desculpar até certo ponto pela demora em nos pronunciar a respeito. Na sexta-feira, como havíamos conversado, havia uma série de trâmites: primeiro, do atleta para com o Botafogo - situação que foi resolvida; situação do Botafogo com o Avaí, que também foi resolvida; e situação do atleta com o Avaí, que também correu tudo ótimo. Na própria sexta-feira, nós fomos pontuados pelo nosso departamento jurídico a respeito de uma pendência em relação às ações do Jóbson durante o ano. No nosso entendimento, da minha pessoa junto com o presidente, nós entendemos que o Jóbson tinha todas as condições de estar sendo inscrito aqui, pois ele só fez quatro jogos pelo Barueri e é a segunda transferência dele no ano. Seria do Barueri para o Avaí, mas segundo o nosso departamento jurídico teria a situação da Copa do Brasil. Na Copa do Brasil, ele jogou contra o Treze, se não me engano, e ficou outro jogo no banco (Jóbson atuou nas duas partidas do Botafogo contra o Treze-PB na primeira fase da Copa do Brasil). Esse jogo trouxe algumas dúvidas, como foi colocado pelo departamento jurídico. Junto com o presidente, nós preferimos seguir em frente pelas justificativas das quais eu coloquei: das participações do Jóbson em apenas quatro jogos e a segunda transferência no ano. Porém, tem uma resolução da Fifa, que é no regulamento geral, o qual se diz que não se pode um atleta jogar por três clubes no mesmo ano. O Avaí pretende ter todas as garantias para que possa realmente oficializar a contratação do jogador. Para isso, a CBF tem que se colocar. Já mandamos o nosso documento à CBF e vamos aguardar. Caso haja uma negativa da CBF em relação a esse assunto, aí cabe ao jogador buscar como pessoa física o direito de poder trabalhar. Nós não fechamos as portas com relação ao Jóbson. Primeiramente o presidente, dentro do senso de humanidade que ele tem, do ser-humano que ele é, conta com o Jóbson em todos os sentidos de ajuda, de ajudá-lo nessa recuperação de recuperar o Jóbson, mas como clube nós temos que estar cercado de todas as garantias para poder oficializar a contratação. Temos essa pendencia, aguardamos a colocação da CBF, o atleta tem a liberação e a confirmação do Botafogo para estar aqui já treinando internamente. Aguardamos agora o desfecho para que a gente possa oficializar. O que a gente quer é simplesmente ter as garantias para não ser prejudicado durante a competição.

O Problema
- O Jóbson já acertou toda sua situação com o Botafogo, com o Avaí. Está tudo ok. O que falta hoje é um comunicado da CBF em relação à participação dele pela Copa do Brasil. Ele jogou apenas quatro jogos pelo Barueri e é a segunda transferência dele no ano. Porém, o que diz o regulamento da competição é uma coisa, o que diz o regulamento geral da competição é outra. Tem uma sanção da Fifa que proíbe que o jogador atue por três equipes no ano dentro do Brasil.

Prazo para receber a resposta
- Normalmente, a CBF abrindo hoje às 13h, 13h30, a gente já enviou o pedido, devemos ter uma resposta entre amanhã e depois.

Comparação com o caso Tinga
- Em relação ao Tinga, acredito que o que houve foi a participação dele em cinco jogos e ficou no banco em dois jogos, o que caracteriza. Então praticamente ali já se matava a situação. Em relação ao Jóbson, aquilo que mostra dentro do regulamento da competição fala apenas da participação em até seis jogos para se transferir desde que seja a segunda transferência. Então nós tínhamos argumentos para seguir em frente, mesmo sendo pontuada a situação pelo departamento jurídico. O presidente, junto, "Marcelo, vamos em frente, vamos tentar até o último" e a nossa parte o Avaí vai fazer o possível para que possa contar com o atleta. Agora, se caso houver uma negativa da CBF, o atleta vai, junto com seus advogados, ver os melhores caminhos para que ele possa ficar sim possibilitado de atuar durante o ano.

Interpretação dos regulamentos
- Exatamente. É o jogo do início do ano, não me recordo a data agora, mas a gente já havia sido pontuado em relação à isso. Porém, o que diz o regulamento da competição é uma coisa, porém a gente tem que estar sempre olhando para o regulamento geral e há uma sanção da Fifa nesse sentido. A CBF cumpre rigorosamente aquilo que a Fifa propõe, mas aguardamos o entendimento da CBF para que a gente possa se pronunciar definitivamente. O atleta ainda fica aqui conosco até que isso possa se resolver.

PUBLICIDADE

Compartilhe:

2 Comentários para:

Avaí repete com Jóbson o caso Tinga

Comentários

  • Imagem

    marcelo eduardo

    07/08/2012 - 00h05

    So uma palavra parabéns BRAVUS, e muito mas muito verdade mesmo que bagunça.Agora um parabéns ironico para o grande presidente.
    Responder
    |

    Avalie: 3 Positivo1Negativo

  • Imagem

    BRAVUS

    06/08/2012 - 19h21

    Pode muito colocar a CULPA em parte da torcida amendoim do Avaí, que metia o pau no time do começo do ano, no Arini, etc.. Metia o pau no time campeão créu nivel 5, ai o Zunino que é um baita marketeiro mandou embora o cara pra calarem a boca... e olha agora........... A casa ta mais desarrumada que o congresso kkkkkkkkk lamentavel
    Responder
    |

    Avalie: 5 Positivo2Negativo

Comentar



INFOESPORTE - © Copyright 2011 - Todos os direitos reservados